The Modern Faerie Tales – Holly Black ?>

The Modern Faerie Tales – Holly Black

Talvez Kaye e a mãe, dessa vez, fiquem em um mesmo lugar por mais que alguns poucos meses. Depois que um ataque misterioso durante um show da banda de rock da mãe forçou as duas a voltarem para a casa da avó, a garota se vê subitamente obrigada a se tornar uma garota com uma vida normal – escola, tarefa de casa e amigos. Porém, ao salvar um garoto esquisito em uma floresta, ela se vê no meio de uma disputa milenar entre dois reinos de fadas – e isso pode custar tudo.

Em outro lugar, Valerie foge de casa depois de chegar à conclusão de que sua mãe realmente não vale nada. Em Nova York, ela se junta a uma gangue de garotos envolvidos com roubos e drogas mágicas. Um deles a convence a encontrar a casa de um monstro mítico que mora em algum lugar nos túneis que passam debaixo da cidade. Ao encontrá-lo, ela se envolve em um romance perigoso para uma mera humana, enquanto vê seus amigos tomando ações cada vez mais perigosas que podem ser a ruína de todos eles.

Kaye e Valerie se envolvem cada vez mais com o mundo das fadas e se enroscam em tramas perigosas com fadas pouco confiáveis. Os jogos das cortes das fadas não são para qualquer um, e as duas procuram não se afogar em magia enquanto procuram se defender – e aqueles que amam.


Ler The Modern Faerie Tales [Fadas ousadas e modernas em português, tradução da Rocco] foi uma experiência!!! Não é sempre que eu leio um livro ambientado mais ou menos na época na qual esta que vos escreve nasceu (o primeiro livro saiu em 2002), então definitivamente demorei um tempo para me acostumar com algumas coisas da sociedade da época (e lembrar que não, as garotas não podiam simplesmente tirar o smartphone delas do bolso e procurar algo no Google). Eu tinha interesse de ler a série desde que li um conto no site IdrisBR que a Cassandra Clare fez, um crossover dos personagens de TMI e de The Modern Faerie Tales. Isso deve fazer uns 6 anos já.

Essa edição de The Modern Faerie Tales é uma sacada genial e muito, muito prática. A trilogia inteira (mais um contro extra) está reunida em um único volume, e tudo pelo preço de um livro só (US$ 13,99, o que agora é um rim, mas na época que comprei, aceitável). O livro também é extremamente leve para um tolete de 785 páginas. A capa é bonita e a diagramação, agradável.

A escrita da Holly Black me lembra muito a da Cassandra Clare (e, veja bem: elas são amigas, escrevem juntas, e até já publicaram uma série inteira juntas). É fácil, fluída e agradável. Obviamente, muita coisa mudou na escrita dela desde então – vamos pensar que já tem 18 anos que Tithe, o primeiro livro da série (e da vida da autora) foi publicado. Ainda não li nada muito recente da autora, mas tenho certeza que só deve ter melhorado.

The Modern Faerie Tales é uma série de três livros que acompanha personagens diferentes. O primeiro e terceiro livros focam mais na Kaye, enquanto o segundo foca na Valerie. Sinceramente, achei a Kaye meio chata desde o começo. Forte e independente, sim, mas também cheia de drama. E com algumas ações bem questionáveis, principalmente no terceiro livro. Também tive pouca conexão com o Roiben, o par romântico dela. AGORA, eu vivo por Valerie e Ravus, que conhecemos no segundo livro. A relação deles é incrível, Valerie é incrível, Ravus é incrível, e o segundo livro é o melhor da série. Eu definitivamente gosto de uma desgraça e intriga (quando bem feitas, obviamente), e esse está cheio.

Eu ADORO fantasia urbana (acho que é um dos meus subgêneros preferidos), e a série foi tudo o que pedi a Deus. A história é incrível, já que sempre gostei dessa ideia de que as fadas não são de todo boas e que a magia engana bastante. Tudo isso me foi apresentado pela rainha Cassandra Clare e, quem quiser um desenvolvimento maior do mundo das fadas dela, precisa ler Holly Black (até porque The Modern Faerie Tales se passa no mesmo mundo de O príncipe cruel, tem até uns crossovers). Ainda assim, como já falei, a história do segundo livro dá de chinelo nos outros, e os personagens definitivamente ajudam.

Se você gostou de The Modern Faerie Tales, de Holly Black, você vai gostar de:

Dama da meia-noite – Cassandra Clare;

Corte de espinhos e rosas – Sarah J. Maas;

Terra de histórias – Chris Colfer.

0 Comentários

Deixe um comentário!