Browsed by
Categoria: Companhia das Letras

Fangs – Sarah Andersen ?>

Fangs – Sarah Andersen

Uma vampira e um lobisomem podem se apaixonar? Elsie e Jimmy se conhecem em uma festa, e é assim que começa a história deles. Experientes em suas vidas de monstros, namorar pode ser mais desafiador do que se alimentar de sangue humano fresco ou se transformar em lobo uma vez por mês. Ainda assim, eles entendem os desafios um do outro de uma maneira que ninguém mais poderia. No final das contas, quem diria que dois monstros modernos não podem…

Leia mais Leia mais

Normal People – Sally Rooney ?>

Normal People – Sally Rooney

Marianne é a excluída da escola, a garota rica que não tem amigos e não tem interesse em fazê-los. E Connell é o astro, cheio de amigos, mas com pouco dinheiro. Sua mãe trabalha como diarista na casa da família de Marianne. Por causa disso, os dois se veem toda semana. E o relacionamento dos dois, inicialmente apenas de conhecidos, se torna algo mais. Connell insiste em esconder tudo, por medo de sua reputação. E Marianne não liga o suficiente…

Leia mais Leia mais

O barão nas árvores – Italo Calvino ?>

O barão nas árvores – Italo Calvino

A pacata vila de Penúmbria tem a rotina completamente mudada quando o filho primogênito do barão de Rondó, Cosme Chuvasco de Rondó, revolta-se seriamente contra os pais e sobe às árvores do quintal. Certos de que o ato não é nada mais que rebeldia infantil, o barão e sua esposa esperam o garoto voltar quando estiver com fome e frio. Mas Cosme de Rondó nunca mais sairá das árvores. Ele começa explorando o próprio jardim, mas logo passa para o…

Leia mais Leia mais

O visconde partido ao meio – Italo Calvino ?>

O visconde partido ao meio – Italo Calvino

O visconde Medardo di Terralba leva um tiro de canhão no peito na guerra com os turcos. Cristão ferrenho, sua carreira militar foi parada por sua falta de habilidade no campo de batalha. Graças aos médicos do campo de batalha, o visconde sobrevive, embora literalmente partido ao meio. A aparência física não foi a única coisa que mudou. Quando volta para casa, Medardo se torna amargo e cruel. Ele começa a importunar seu povo, atrapalhando suas vidas. O visconde mata…

Leia mais Leia mais

A confissão da leoa – Mia Couto ?>

A confissão da leoa – Mia Couto

Contratado para matar leões que aterrorizam uma aldeia moçambicana, Arcanjo Baleiro é um caçador famoso. Junto a ele viaja o escritor Gustavo Regalo, responsável por documentar a caçada e tranformá-la em um furo de reportagem. Ao chegarem, os homens descobrem que, para os aldeões, os leões não são reais, mas demônios transformados. Quem é o responsável pelo aparecimento dos espíritos assassinos? Os aldeões não são abertos às perguntas de Arcanjo e Gustavo, mas tem algo de errado com Kulumani. Arcanjo…

Leia mais Leia mais

Nêmesis – Philip Roth ?>

Nêmesis – Philip Roth

Eugene Cantor é professor de educação física e inspetor de pátio de uma escola judaica em Newark, Estados Unidos. O verão de 1944 está quente, mas as crianças continuam a sair de casa, brincando e aproveitando as férias. Mas um inimigo mortal está à espreita. Os surtos de poliomelite ocorrem quando está quente. A poliomelite é uma doença assustadora, que afeta principalmente crianças. Quando não mata, traz terríveis consequências aos afligidos, como problemas respiratórios crônicos e paralisia nos membros. Incapaz…

Leia mais Leia mais

Capitães da areia – Jorge Amado ?>

Capitães da areia – Jorge Amado

Os Capitães da areia são uma gangue de meninos. Várias dezenas de crianças maltrapilhas correndo por Salvador, buscando comida, roupas, e algum trouxo para roubar. Dormindo em um trapiche abandonado, fugindo da polícia e vivendo a vida como homens, os garotos passam seus dias na luta dos pobres. Pedro Bala é o líder do grupo, procurado pela polícia e adorado pelas crianças. Pirulito é o garoto religioso, que sonha em ser padre. Sem-Pernas é o garoto cruel, coxo, que engana…

Leia mais Leia mais

Doença como metáfora / AIDS e suas metáforas – Susan Sontag ?>

Doença como metáfora / AIDS e suas metáforas – Susan Sontag

Comunidades foram devastadas por epidemias de doenças desde antes da humanidade existir. A doença faz parte da vida humana e reside na caixinha de “medos” dentro do nosso psicológico. Antes de termos o conhecimento sobre germes, micróbios, vírus e bactérias, encontrávamos explicações nas coisas da vida e da mente para as doenças que nos assolavam. A fúria de Deus, humores desbalanceados, miasmas: motivos para as mais diversas doenças. Em seu primeiro ensaio, Doença como metáfora (1978), Susan Sontag explora os estigmas…

Leia mais Leia mais

Enterre seus mortos – Ana Paula Maia ?>

Enterre seus mortos – Ana Paula Maia

O trabalho de Edgar Wilson é mais um trabalho dos bastidores, mas importante. Edgar Wilson trabalha para o governo, recolhendo animais mortos nas estradas, jogando-os na caçamba da caminhonete e moendo as carcaças em um triturador. Um trabalho mórbido e solitário, sem dúvidas; depois de tanto tempo, Edgar Wilson se acostumou. E segue a vida. Ao seguir um bando de abutres (eles sempre sabem onde estão os corpos), Edgar Wilson acha um corpo com o qual não está acostumado. O…

Leia mais Leia mais

A varanda do frangipani – Mia Couto ?>

A varanda do frangipani – Mia Couto

Ermelindo Mucanga está morto. Sim, morto, mortinho da Silva há anos. Entediado com a eternidade fria e… bem, eterna, o fantasma escuta os apelos de seu pangolim espiritual e possui o corpo de um vivo, Izidine Naíta. Policial, o homem vai para a mesma fortaleza onde o carpinteiro Mucanga (e, aparentemente, um novo herói nacional?!) foi enterrado, há vinte anos, sob uma árvore de frangipani. A fortaleza, muito útil nos antigamentes, virou um asilo esquecido pelo mundo. E continuaria esquecido…

Leia mais Leia mais