Tag literária de A a Z ?>

Tag literária de A a Z

Eu não sou de fazer tag aqui no blog (prefiro deixar isso pro Instagram). Mas essa tag que eu achei era simplesmente muito grande pra plataforma e, além do mais, eu não tenho tempo esse final de semana pra uma resenha completa. Enfim, essa tag eu vi lá no blog “Fantástica Ficção” da Jéssica Rabelo. Autor favorito: Eu tenho alguns, mas vamos lá: Autor brasileiro: Raphael Draccon. Autora brasileira: Ana Paula Maia. Autor estrangeiro: Mia Couto. Autora estrangeira: Cassandra Clare….

Leia mais Leia mais

Morte – Neil Gaiman ?>

Morte – Neil Gaiman

A Morte é aquela que segue todos por onde quer que passem. Ela é onipresente e onisciente. Ela é inevitável. Por alguns, é querida. Por outros, odiada. Pela maioria, apenas temida. Mas sobretudo, ela é misteriosa. A Morte reside através do tempo e espaço, visitando todos aqueles que precisam ser visitados. Sem falta. Sem atraso. Desde um garoto que pretende se suicidar ao conde que deseja morrer entre duas virgens, esmagado por um elefante, na hora do orgasmo. Ela pode…

Leia mais Leia mais

Sombra e ossos – Leigh Bardugo ?>

Sombra e ossos – Leigh Bardugo

Alina Starkov imaginou, durante toda a sua vida, ser uma órfã qualquer, abençoada pela generosidade do duque de Keramzin. Ela imaginava que nunca conseguiria o que queria – ou melhor, quem queria – Maly, seu amigo de infância, criado junto dela no orfanato. Junto dele no exército, Alina foi obrigada a ouvir comentários e piadas sobre todas as garotas com as quais Maly já tinha ficado. E se sentiu mais sem-graça do que em qualquer outro período de sua vida. O…

Leia mais Leia mais

Dama da meia-noite – Cassandra Clare ?>

Dama da meia-noite – Cassandra Clare

Emma deseja vingança pelos seus pais. Como as mortes dos Carstairs aconteceram durante a Guerra Maligna, os nomes foram apenas adicionados à longa lista de vítimas de Sebastian Morgenstern. Já se passaram cinco anos, mas Emma sabe. Seus pais não foram mortos por Sebastian. Sebastian não talhava símbolos, nem queimava ou afogava os corpos. Sebastian matava e transformava. Ainda assim, depois de cinco anos, Emma não tem nenhuma pista nova. Quando Julian Blackthorn, seu parabatai, retorna de uma viagem de dois…

Leia mais Leia mais

Alice – Lewis Carroll ?>

Alice – Lewis Carroll

Alice é uma garota extremamente curiosa. Entediada durante a leitura de um livro com a irmã, a garota espera o momento perfeito para escapar – quando um coelho branco passa por ela, murmurando “Ai, ai! Ai, ai! Vou chegar atrasado demais!”. Só depois de o coelho tirar um relógio de bolso do colete e checar as horas é que a garota ficou surpresa e correu atrás dele. Já dentro da toca do coelho, sem nenhuma vista do animal, Alice cai…

Leia mais Leia mais

O labirinto dos ossos – Rick Riordan ?>

O labirinto dos ossos – Rick Riordan

Amy e Dan Cahill sonham em morar com a avó desde que seus pais morreram. Grace Cahill, durante as visitas dos irmãos, ensinou e incentivou mais os dois do que a tia Beatrice, a guardiã legal dos dois, já fez em sua vida toda. Mesmo assim, ela não tomou a guarda dos dois para si. E um dia foi tarde demais. Grace perdeu a batalha contra a doença que assolava seu corpo e morreu. No enterro da avó, Amy e…

Leia mais Leia mais

Meta de leitura: imprescindível para o leitor? ?>

Meta de leitura: imprescindível para o leitor?

Uma meta de leitura, ou TBR (do inglês, to be read – a ser lido), é um objetivo literário. Até hoje, já vi meta de leitura anual, mensal, semanal, diária. Apesar de eu ver isso muito mais entre bookstagrammers, já vi algumas pessoas fazendo isso mais por fazer do que por qualquer outra coisa. Pessoalmente, nunca fui muito de fazer uma meta de leitura. Fazendo dois currículos ao mesmo tempo desde o meio do ano passado (e vivendo em semi-integral desde o…

Leia mais Leia mais

48 contos paranaenses – org. Luiz Ruffato ?>

48 contos paranaenses – org. Luiz Ruffato

O Paraná é a terra do piá, da guria, da vina e da japona. Curitiba tem todas as estações em um dia só, e os habitantes tão frios quanto o inverno paranaense (e, apesar de eles jurarem de pé junto, vivem falando ‘aí’ e daí’ no final das frases). Tem museu, colônia alemã, praia, mato. Tem shopping, formação rochosa e relógio de flores. A literatura paranaense é apaixonada por seus ambientes. Paranaguá, Morretes, Curitiba, a XV de março, o Passeio…

Leia mais Leia mais

Cinder – Marissa Meyer ?>

Cinder – Marissa Meyer

Cinder não se lembra de ser normal. Suas lembranças mais antigas são um caos cirúrgico. Ela e os pais sofreram um acidente de aerodeslizador, disseram. Ela foi a única sobrevivente, sussurraram. Fizeram o que puderam para salvá-la, afirmaram. Transformaram-na em um ciborgue. Ciborgues são a escória da sociedade pós quarta guerra mundial. Eles não têm direitos e são considerados posses, e não humanos. O ciborgue tem a obrigação legal de obedecer seu guardião. A vida de Cinder seria bem melhor…

Leia mais Leia mais

A rainha vermelha – Victoria Aveyard ?>

A rainha vermelha – Victoria Aveyard

A sociedade de Mare é dividida em duas: aqueles que têm poder (literal e figurado), de sangue prateado e poderes sobre-humanos, e aqueles que trabalham, segregados dos prateados, a maioria de sangue vermelho. Mare é uma vermelha, mais uma nas massas de trabalhadores que sustentam a elite sobrenatural. Para sobreviver, ela rouba o que pode. Nem ela nem sua família tem esperança de mudar de um lugar miserável para outro. Quer dizer, ela, quando completar dezoito anos, será enviada para…

Leia mais Leia mais